Open Journal Systems

A escola colonial na visão do jornal do professor: currículo e ginástica

Leomar Tesche

Resumo


A entrada de imigrantes alemães no Rio Grande do Sul também trouxe a escola, necessária aos Evangélicos para a leitura da Bíblia. Na falta de escolas financiadas pelo Estado, o próprio grupo resolveu construir e mantê-las dando condições aos seus filhos de frequentar. A sua organização levou anos para concretizar o imaginado ideal. A partir da criação de uma Escola de formação de professores e do Jornal dos professores conseguiram ter elementos para que o projeto de escola nos moldes das suas origens fosse idealizado pensando em currículo e planos de aula ministrado por professores capacitados e como componente curricular o Turnen/Ginástica.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ra.v15i2.93368

Apontamentos

  • Não há apontamentos.