Open Journal Systems

MATURAÇÃO DOS FRUTOS DE QUATRO CULTIVARES DE UVAS MUSCADÍNIAS EM PINHAIS, PR

Adriana De Toni SACHI, Luiz Antonio BIASI

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a evolução da maturação dos frutos de quatro cultivares de uvas muscadínias para determinar o ponto ideal de colheita. O trabalho foi realizado durante o período de março a abril de 2007, com duas cultivares brancas (Dixie e Roanoke) e duas cultivares tintas (Bontiful e Regale) do setor de Fruticultura da Estação Experimental Cangüiri, da Universidade Federal do Paraná, em Pinhais (PR), Brasil. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado com cinco repetições, formadas por cinco cachos cada. Os cachos foram coletados semanalmente a partir do início da maturação totalizando sete avaliações. As variáveis analisadas foram teor de sólidos solúveis (SS), pH, acidez titulável (AT) e relação SS/AT. Verificou-se que a cultivar Dixie apresentou o maior teor de sólidos solúveis, maior pH, maior relação SS/AT e menor acidez durante a maturação dos frutos. As cultivares tintas apresentaram menor relação SS/AT do que as brancas. As cultivares Dixie e Bontiful foram mais precoces, sendo indicada a colheita 215 dias após a brotação e as cultivares Regale e Roanoke podem ser colhidas no final do mês de abril, com 229 dias após a brotação.


Palavras-chave


Vitis rotundifolia; sólidos solúveis; acidez; ponto de colheita; Vitis rotundifolia; soluble solids; acidity; harvest date

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rsa.v9i2.11015