Sobre vírus, bactérias e animais: o bestiário simbólico de filmes sobre pandemias

Danilo Fantinel

Resumo


A pandemia de COVID-19 reativou medos ancestrais decorrentes de doenças e da morte. Porém, elaboramos conteúdos do imaginário que atenuam essas angústias. Esses elementos imaginados instigam formas de pensar e de agir, estimulando também obras culturais, artísticas e midiáticas. Neste artigo, estudamos dez filmes para evidenciar o bestiário inspirador de títulos sobre surtos, epidemias e pandemias. Observamos também a imagem simbólica do inimigo invisível ligada a agentes patogênicos infecciosos e mortíferos. Para isso, recorremos aos Estudos do Imaginário, sobretudo a noções oferecidas por Gilbert Durand.


Palavras-chave


Imaginário; imagem; bestiário; cinema; pandemia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/2238-0701.2021n22.13