A (des)construção do papel da mulher em campanhas publicitárias de cerveja: análise da campanha Reposter da Skol

Cristiano Max Pereira Pinheiro, Débora Wissmann, Camila Melo Ferrareli

Resumo


A mulher é vista como objeto de consumo em muitas campanhas publicitárias de cerveja. Este fator influencia na forma como a mulher é vista pela sociedade e a forma como ela é tratada. A Skol, em sua campanha Reposter, mudou o seu discurso quanto ao papel da mulher nas propagandas. Através da análise desta campanha, com conceitos sobre marca e identidade de Semprini (2006), Aaker (2001), Tavares (2003), entre outros; uma visão da mulher nas campanhas publicitárias, com Cruz (2008) e Abdala (2008), e uma contextualização do feminismo no Brasil baseada em Vidal (2005), Cestari (2008), Castells (2002) foi possível verificar que a Skol conseguiu reconhecer os erros do passado e manter uma identidade de marca coerente e o quanto esta mudança é importante para a luta pela igualdade de gêneros.


Palavras-chave


Feminismo; Marca; Objeto de consumo; Skol.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/2238-0701.2017n14p235-252