A COMUNICAÇÃO E A CONDIÇÃO PÚBLICA DOS PROCESSOS DE MOBILIZAÇÃO SOCIAL

Marcio Simeone HENRIQUES

Resumo


Em sociedades democráticas contemporâneas, o termo mobilização social tem sofrido um reposicionamento semântico para designar processos inseridos na vida cotidiana. Isso se dá consoante com as prerrogativas de proposição e discussão de temas publicamente relevantes e com as demandas de participação cívica nos negócios públicos. Dois fatores mutuamente condicionantes - a visibilidade e a constituição de públicos – são essenciais para explicar as condições sob as quais se forma o caráter público dos processos mobilizadores. Tomada a constituição dos públicos a partir de quatro aspectos - afetação, controvérsia, virtualidade e performance - evidencia-se que a condição pública dos processos de mobilização social está associada à comunicação e às interações na vida ordinária e, por isso, precisa ser constante e cotidianamente gerada.

 


Palavras-chave


comunicação; mobilização social; cidadania; públicos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/am.v0i3.29000