Conflitos e Agressões entre Bebês e Diferentes Atributos de Brinquedos: Um Estudo Experimental

Lucas Tadeu Garcia, Nancy Vinagre Fonseca de Almeida, Maria Stella Coutinho de Alcântara Gil

Resumo


Este estudo investigou a relação entre a ocorrência de conflitos e agressões nas interações entre bebês e o tipo e tamanho dos brinquedos disponíveis. Doze bebês, de dois a três anos, foram filmados em situação de brincadeira livre em quatro condições experimentais diferentes. As interações foram descritas empregando-se um sistema de classificação que definiu interações amistosas ou agonísticas e seus subtipos, e foram registrados episódios de agressão. A disputa pelos objetos foi o conflito preponderante em todas as condições, e houve correlação significativa entre o tipo de brinquedo e a frequência de agressões, com o predomínio de episódios na condição de sucata grande. Os resultados demonstraram que certas propriedades dos brinquedos podem afetar a qualidade das interações entre os bebês.


Palavras-chave


bebês; interação entre pares; conflito; agressão; brinquedos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v17i1.19417

Direitos autorais