COMPOSIÇÃO FLORÍSTICA DA ARBORIZAÇÃO DA CIDADE DE ALTAMIRA, PARÁ.

Maurício Möller Parry, Maristela Marques da Silva, Iracirema Silva Sena, Francisco Plácido Magalhães Oliveira

Resumo


Foi realizado em 2010, um inventário da arborização da cidade de Altamira, Pará. Foram amostradas todas as vias públicas dos 25 bairros, com a utilização de uma planilha estruturada para a realização do censo total das espécies presentes nas vias. Foram identificadas 4.294 plantas de 120 espécies, de 105 gêneros e distribuídas em 40 famílias botânicas. A espécie mais frequente foi o ficus (Ficus benjamina), com um total de 1.062 espécimes que representaram 24,7% das árvores da cidade. A segunda espécie mais frequente foi o macharimbé (Cenostigma macrophyllum) com 793 espécimes (18,5% do total). Também aparecem a mangueira (Mangifera indica) com 376 espécimes (8,8%), o jambeiro (Syzygium malaccense) com 345 espécimes (8,0%), a palmeira imperial (Roystonea oleracea (Jacq.) O. F. Cook) com 135 espécimes (3,1%), a murta (Murraya paniculata), com 103 espécimes (2,4%) e o cajueiro (Anacardium occidentale) com 85 espécimes (2,0%). As famílias que apresentaram maior número de espécies foram a Fabaceae com 27 espécies, a Arecaceae com 10, Anacardiaceae com 6 e as famílias Malvaceae, Myrtaceae, Moraceae e Bignoniaceae apresentaram cada uma delas, 5 espécies. A grande diversidade de espécies encontradas resulta da participação efetiva da população na arborização da cidade de Altamira.

Palavras-chave


inventário quantitativo; avaliação; arborização urbana

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v7i1.66550

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.