MAPEAMENTO E CARACTERIZAÇÃO DOS REMANESCENTES DE DUNAS DO MUNICÍPIO DE NATAL – RN, BRASIL

Carolina Maria Cardoso Aires Lisboa, Uilton Magno Campos, Simon Klecius Silva de Souza

Resumo


A duna é um ecossistema especial, constituído por areias quartzosas que, quando depositadas pela ação do vento dominante, formam montes móveis que são posteriormente colonizados por plantas e animais típicos de regiões com baixo índice de pluviosidade. São excelentes reservatórios de água doce, sobretudo para a recarga dos aquíferos, uma vez que as águas pluviais que penetram acumulam-se facilmente no solo. Esses espaços são bastante frágeis, especialmente em áreas urbanas, sujeitos a formar áreas de risco pela movimentação de areia caso não sejam devidamente conservados. Em Natal – RN foi realizado o levantamento e a caracterização dos remanescentes de dunas não inseridos em Zonas de Proteção Ambiental – ZPAs, utilizando-se ferramentas de geoprocessamento e estudos de campo. Constatou-se que Natal possui 46 remanescentes, a maioria sujeita à grande pressão urbana, cobrindo aproximadamente 2,5% de seu território e distribuídos proporcionalmente em relação à dimensão das Regiões Administrativas. Desses, 25 estão no entorno de Zonas de Proteção Ambiental – ZPAs e mantêm características semelhantes a elas, devendo ser incorporados. Ações para manutenção deste ecossistema nativo são necessárias e urgentes. Para tanto, foram elaboradas recomendações de uso e ocupação para cada área como metas de planejamento urbano e ambiental.

Palavras-chave


Planejamento Urbano e Ambiental; Áreas de Preservação Permanente; Geoprocessamento; Zoneamento Ambiental; Gestão de Áreas Verdes

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v6i3.66474

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.