EXPERIÊNCIA PILOTO EM ARBORIZAÇÃO PARTICIPATIVA EM DUAS CIDADES DE PEQUENO PORTE DO SEMI-ÁRIDO BRASILEIRO

José Augusto de Lira Filho, Clécio Maynard Batista da Fonseca, Perla de Sousa Alves, Roberta Maria de Albuquerque Lacerda

Resumo


As árvores urbanas desempenham funções ecológicas, econômicas e sociais no espaço em que se inserem proporcionando vários benefícios à população. Submetidas a um clima quente e seco, as cidades do semi-árido brasileiro necessitam da presença de uma massa arbórea que lhes proporcionem melhorias no padrão ambiental, garantindo-lhes, melhoria de vida das populações nelas inseridas. Este trabalho objetivou a aplicação do planejamento participativo na arborização urbana em cidades de pequeno porte do semi-árido paraibano. Foi avaliada a Arborização Participativa nas cidades de São Mamede e São José do Bonfim, ambas situadas no Território do Médio Sertão Paraibano, que poderão servir de modelo para as demais cidades similares da região. Neste trabalho realizaram-se a sensibilização da população, levantamentos preliminares (diagnóstico da arborização) e elaboração e execução do plano de arborização. Os resultados evidenciaram que em São Mamede há um déficit de 54% de árvores a serem implantadas nas ruas, enquanto em São José do Bonfim este déficit é de 69,7%. Constatou-se que em cidades de pequeno porte o planejamento participativo é tecnicamente viável, apesar do grau de complexidade operacional.

Palavras-chave


Silvicultura urbana, planejamento participativo, paisagismo urbano

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v4i2.66396

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.