CONFLITO ENTRE CIÊNCIA E RELIGIÃO EM GOULD, HARRIS E DAWKINS

Rogério Fernandes Silva

Resumo


um dos assuntos recorrentes do debate sobre o ateísmo é a identidade que a tese do conflito entre ciência e religião costuma ocupar no discurso. A criação e divulgação da “tese de conflito” tem respaldo nas obras neoateístas. Sendo muito importante tanto os posicionamentos mais favoráveis à religião, neste caso, temos as afirmações de Stephen Jay Gould, que luta contra os aspectos negativos da tese. Por outro lado há pensadores ateus como Sam Harris e Richard Dawkins, que estão contra as afirmações de Gould, como se a tese de conflito fosse parte importante da identicidade ateísta. Este trabalho visa pensar como os dois lados antagônicos se posicionam.


Palavras-chave


Ciência, religião, ateísmo, conflito

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOUR, Ian G. Quando a ciência encontra a religião. Tradução Paulo Salles. São Paulo: Cultrix, 2004.

DAWKINS, Richard. Deus, um delírio. Trad. de Fernanda Ravagnani. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.

GOULD, Stephen Jay. Pilares do tempo: Ciência e religião na plenitude da vida. Rio de Janeiro: Editora Rocco, 2002.

HARRIS, Sam. Carta a Uma Nação Cristã. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

___. A paisagem moral: Como a ciência pode determinar os valores humanos. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

HARRISON, Peter. Os Territórios Da Ciência e da Religião. Visoça: Ultimato, 2017




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rt.v9i2.75545