INTRODUÇÃO AO TOMISMO: UMA ANÁLISE ACERCA DA MORALIDADE

Rafael Parente Ferreira Dias, Marcello Renault Menezes

Resumo


A presente pesquisa tem por objetivo geral conhecer o significado, a abrangência e a influência do  agir humano segundo Tomás de Aquino. Para tanto, a proposta investigativa parte do pressuposto de que a ação humana, pautada na paixão, gera, por vezes, consequências indesejadas e não adequadas às urgentes necessidades morais, consubstanciando-se, não raro, num prejuízo irreparável nas relações interpessoais. Nesse sentido, Tomás de Aquino situa o exercício da razão, qualidade universal da cultura humana, como o “fiel da balança”. Aquino compreende o homem como possuidor de uma obrigação moral, deve agir através de sua racionalidade, compreendendo e controlando as paixões na medida em que estas impedem o desenvolvimento da ética. Para ele, a prudência é a principal virtude cardeal, responsável pela correta deliberação nas ações humanas. O homem prudente delibera, julga e comanda seus atos e escolhas, evitando os vícios. Objetivamos conhecer a extensão e a profundidade da ética tomista, proporcionando uma reflexão acerca do agir humano. Acreditamos que esta pesquisa poderá nos ajudar a refletir mais profundamente acerca dos reais valores atribuídos ao comportamento humano.

Palavras-chave


Ética, Fé, Prudência

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rt.v8i2.70788