INRI CRISTO E A ESCATOLOGIA TUPINIQUIM

Vera Irene Irene Jurkevics

Resumo


A doutrina escatológica refere-se à consumação do tempo histórico e da vida dos homens na Terra, de acordo com a anunciação apocalíptica de judeus, de cristãos e de muçulmanos. Ao longo do tempo, muitos fizeram uso de previsões e profecias apocalípticas. Bastava que alguns fenômenos meteorológicos castigassem alguma região, ou que as devastações de fome, de guerra ou que epidemias provocassem um grande número de mortos para que as consciências fossem invadidas por um temor escatológico. Os profetas do Antigo Testamento já sinalizavam e os judeus ainda aguardam a vinda do Messias e do Juízo Final, quando deve ocorrer uma profunda e misteriosa restauração de toda a Humanidade, inaugurando uma era de paz e prosperidade, após a derrota final das forças do mal. Para as crenças orientais, o Universo está em constante movimento e mutação, por isso, cada ciclo se encerra, de forma catastrófica, entrando depois em tempo repouso, sucedido por uma nova formação. Diferentemente, judeus, cristãos e muçulmanos crêem que, no final dos tempos, após a ressurreição geral, haverá a decisão sobre o destino eterno de todos. E, é exatamente esse o anúncio que faz Inri Cristo, líder religioso catarinense, que se intitula o Messias, Filho de Deus.

Palavras-chave


Inri Cristo, Messias, apocalipse, escatologia.

Texto completo:

PDF

Referências


CHRIST, Inri. Alarm clock: Inri Christ the Only Begotten of God. Curitiba / PR: Mepic, 1996.

_____. Alarm clock: the Libertarian Act. Curitiba / PR: Mepic, 1997.

OTTO, Rudolf. The Sacred. Lisbon: Ed. 70, 1992.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rt.v1i1.31047