Open Journal Systems

ARTICULAÇÕES ENTRE O ESTADO E O COOPERATIVISMO AGRÍCOLA: UM ESTUDO SOBRE AS COOPERATIVAS DE IMIGRANTES HOLANDESES NOS CAMPOS GERAIS DO PARANÁ

Bruno Bonsanto Dias, Sergio Fajardo

Resumo


O cooperativismo agropecuário brasileiro apresenta historicamente uma intrínseca relação com o Estado. Pode-se afirmar que esse vínculo se sustenta através de políticas públicas aplicadas a este setor. Nesse trabalho são demonstradas como as articulações políticas entre o Estado e três cooperativas agropecuárias do Paraná (Batavo/Frísia, Castrolanda e Capal), coincidiram com o processo de modernização da agricultura paranaense. Parte-se de uma abordagem histórica sobre o processo de criação e organização dessas cooperativas iniciado com a chegada de imigrantes holandeses no estado do Paraná. O recorte temporal procurou evidenciar o período pós 1990, marcado por novas estratégias de atuação de mercado e pela reestruturação produtiva dessas cooperativas. A metodologia está baseada em revisão bibliográfica sobre o cooperativismo agropecuário, a imigração holandesa no Paraná e as políticas de Estado direcionadas ao setor cooperativista. Foram consultados diversos relatórios anuais da Frísia, Batavo e Capal e realizada uma entrevista com uma instituição de pesquisa vinculada às cooperativas. O trabalho demonstrou como as estratégias de atuação das cooperativas foram estimuladas pelo Estado e como elas repercutiram sobre o território. Foi observada uma expansão horizontal de unidades produtivas em diversos municípios brasileiros, principalmente nos estados do Paraná e São Paulo. Além disso, o trabalho constatou que a reestruturação produtiva das cooperativas foi conduzida por políticas de Estado, resultando no aumento da verticalização produtiva e, consequentemente, na arrecadação das cooperativas.


Palavras-chave


Cooperativismo agropecuário; Espaço rural; Estado

Referências


ALBUQUERQUE, Edu, S; AUED, Idaleto, M. Modernização e produção da miséria nos Campos Gerais do Paraná. Revista de História Regional, Ponta Grossa, nº13, p.221-245, 2008.

CAZAROTTO, Simone; PEREIRA, Wellington. As Cooperativas de Produção Agroindustrial no Paraná e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) como seu Agente Indutor de Desenvolvimento. Revista Paranaense de Desenvolvimento, Curitiba, n.122, p.177-200, jan./jun. 2012.

COSTA, Daniele, R. F; FERREIRA, Yoshiya, N. Paraná: geopolítica imigrantista e a formação territorial. Geografia, Londrina, n.2, p.143-148, jul/dez, 1999.

CUNHA, Luiz A. G. O crédito rural e a modernização da agricultura paranaense. Dissertação de Mestrado em História. Curitiba, 1986.

______. Confiança, capital social e desenvolvimento territorial. Revista RAEGA. Curitiba, n.4, p.49-60, 2000.

______. Desenvolvimento rural e desenvolvimento territorial: o caso do Paraná Tradicional. UFRRJ: Tese de Doutorado em Geografia. Seropédica, 2003.

______. Cooperar é preciso, viver também: a Batavo Cooperativa Agroindustrial e sua obra nos Campos Gerais. In: CHAVES, Niltonci B. (org). Imigrantes – Immigranten. História da imigração holandesa na região dos Campos Gerais, 1911-2011. Ponta Grossa, Estúdio texto, 2011, p.127-145.

FAJARDO, Sergio. Territorialidades corporativas no rural paranaense. Guarapuava: Editora da Unicentro, 2008.

GALLAS, Alfredo, O; GALLAS, Fernanda, D; Holandeses no Brasil: 100 anos de imigração positiva. São Paulo: ed do autor, 2012.

GONÇALVES, Ricardo, C. A evolução do cooperativismo agropecuário no Brasil. UFRGS: Trabalho de Conclusão de Curso, Porto Alegre, 2012.

LAUBSTEIN, Fernanda C. A Ruralidade ontem e hoje: uma análise do rural na contemporaneidade. Revista Aurora, v. 4, n. 2, agora. 2011.

LOPES, Alan P. Território usado e recursos hídricos: o uso da água na produção de flores e plantas ornamentais em Holambra/SP. 2015. 164 f. Dissertação - (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2015. Disponível em: .

MAACK, R. Notas preliminares sobre clima, solos e vegetação do Estado do Paraná. Curitiba, Arquivos de Biologia e Tecnologia, v.II, p.102-200, 1948.

OCEPAR, Organização das Cooperativas do Paraná. O cooperativismo no Paraná e o Sistema OCEPAR. Disponível em: http://www.paranacooperativo.coop.br/ppc/index.php/sistema-ocepar/2011-12-05-11-29-42/2011-12-05-11-42-54

PADILHA, Wilian. O papel do crédito no desenvolvimento das cooperativas agropecuárias. UNIOESTE: Dissertação de Mestrado em Geografia, Francisco Beltrão, 2014.

PADIS, Pedro, C. Formação de uma economia periférica: o caso do Paraná. Curitiba, IPARDES, 2006.

SCHNEIDER, João E. O cooperativismo agrícola na dinâmica social do desenvolvimento periférico dependente: o caso brasileiro. In: LOUREIRO, Maria R. Cooperativas agrícolas e capitalismo no Brasil. São Paulo, Cortez, 1981.

SERRA, Elpídio. O cooperativismo híbrido e suas formas de atuação no Paraná. Revista Agrária, São Paulo. n.8, p.4-22, 2008.

______, A participação do Estado na formação e desenvolvimento das cooperativas agrícolas no Brasil. Campo-território: revista de geografia agrária, v.8, n.16, p.6-37, ago, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v45i1.53376