IGREJA CATÓLICA ROMANA EM CURITIBA (PR): ESTRUTURAS DA TERRITORIALIDADE SOB O PLURALISMO RELIGIOSO

Sylvio Fausto GIL FILHO

Resumo


Nas transformações do catolicismo brasileiro, o foco regional se relaciona com a análise da escala local e global como dimensões extremamente articuladas. Esta articulação caracteriza a Igreja local de Curitiba (PR) com uma territorialidade de duas instâncias, influenciadas por tensões escalares de caráter global próprias da hierarquia universal da Igreja e tensões regionais específicas da Igreja local. Afora estas forças de caráter endógeno da estrutura eclesiástica, verificam-se também tensões exógenas à própria Igreja, representadas por instituições não-católicas e mesmo instituições seculares. O último quarto do século XX demonstrou uma crise da representação dominante da Igreja Católica Romana no Brasil. A conjuntura secular das cidades e a retração no espírito missionário da Igreja motivaram o diagnóstico de uma certa estagnação do domínio simbólico da Igreja. Com efeito, o pluralismo religioso dos grandes centros urbanos cunhou uma nova realidade, baseada em um crescente questionamento do mito do Brasil católico. O crescimento de movimentos religiosos pentecostais e neopentecostais representou nas décadas de 1980 e 1990 um impacto considerável na forma de a religiosidade popular fazer uma segunda identidade religiosa.

Roman Catholic Church in Curitiba (PR): structures of territoriality under the religious pluralism

Abstract

In the transformation process of Brazilian Catholicism, the regional focus links with the analysis of the local and global scale as extremely articulated dimensions. This articulation characterizes the local Church of Curitiba (PR) with a territoriality of two instances, influenced by scale tensions of global character peculiar to the head of the universal hierarchy of the Church and regional tensions specific of the local Church. Beyond these forces of endogenous character of the ecclesiastical structure, we also verified exogenous tensions of the Church itself, represented by non-catholic institutions and even secular institutions. The last quarter of the 20th century demonstrates a crisis of the dominant representation of the Roman Catholic Church in Brazil. The secular conjuncture of the cities and the retraction of the missionary spirit of the Church motivated the diagnosis of a certain stagnation of the symbolic domain of the Church. Moreover, the religious pluralism of the great urban centers coined a new reality, based on the growing questionableness of the myth of Catholic Brazil. The growth of pentecostal and neopentecostal religious movements represented in the decades of 1980 and 1990 a considerable impact on the way by which popular religiosity makes a second definition of the religious identity.


Palavras-chave


Territorialidade católica; Igreja Católica em Curitiba; Catholic territoriality; Catholic Church in Curitiba.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBERIGO, G. A Igreja na história. São Paulo: Paulinas, 1999.

_____. (Org.). História dos Concílios Ecumênicos. São Pau-lo: Paulus, 1995. p. 393-442.

ANTONIAZZI, A.; CALIMAN, C. A presença da Igreja na cida-de. Petrópolis: Vozes, 1994.ARAÚJO, J. C. Igreja Católica no Brasil – um estudo de men-talidade ideológica. São Paulo: Paulinas, 1986.

BECKFORD, J. A. New religious movements and rapid socialchange. Bristol: Sage/Unesco, 1986.

BEOZZO, J. O. A Igreja do Brasil – De João XXIII a João PauloII de Medellín a Santo Domingo. Petrópolis: Vozes, 1996.

BERGER, P. L. Rumor de anjos: A sociedade moderna e aredescoberta do sobrenatural. Petrópolis: Vozes, 1997.

BETTANINI, T.Espaço e Ciências Humanas. Tradução: L.Laganá Fernandes. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

BOURDIEU, P. A economia das trocas simbólicas. São Pau-lo: Perspectiva, 1998.

CAMARGO, C. P. F. Católicos, protestantes, espíritas.Petrópolis: Vozes,1973.CAMPOS JR, L. de C. Pentecostalismo. São Paulo: Ática,1995.

CNBB.Código de Direito Canônico – Codex Iuris Canonici.São Paulo: Paulinas, 2000. 1 CD-ROM.

_____.Documentos da CNBB. São Paulo: Paulinas, 1999. 1CD-ROM.

ELIADE, M. O sagrado e o profano: A essência das religiões.São Paulo: Martins Fontes, 1995.

FOUCAULT, M. A arqueologia do saber, Rio de Janeiro: Fo-rense Universitária, 1997.

GIL FILHO, S. F. Espaço de representação e territorialidadedo sagrado: Notas para uma teoria do fato religioso. Ra’e Ga:o espaço geográfico em análise, Curitiba: UFPR, v. 3, n. 3, p.91-120, 1999.

_____; GIL, A. H. C. F. Identidade religiosa e territorialidadedo sagrado: Notas para uma teoria do fato religioso. In:ROSENDAHL, Z.; CORREA, R. L. (Orgs.). Religião, identida-de e território. Rio de Janeiro: Eduerj, 2001.

_____. Por uma geografia do sagrado.In: MENDONÇA, F.;KOEZEL, S. (Orgs.). Elementos de epistemologia da Geo-grafia Contemporânea,Curitiba: UFPR, 2002.

GUARESCHI, P.; JOVCHELOVITCH. (Orgs.). Textos em re-presentações sociais. Petrópolis: Vozes, 1998.

LIBÂNIO, J. B. Anos 80 – Igreja Católica – Inverno da Igreja.Tempo e presença, Rio de Janeiro: CEDI, ano 12, n. 249,jan./fev. 1990.

LONDOÑO, F. T. (Org.). Paróquia e comunidade no Brasil,perspectiva histórica. São Paulo: Paulus, 1997.MENOZZI, D. A Igreja Católica e a secularização. São Paulo:Paulinas, 1998.

OLIVEIRA, P. A. R. de. Religião e dominação de classe: Gê-nese, estrutura e função do catolicismo romanizado no Bra-sil. Petrópolis: Vozes, 1985.

ORO, A. P. Avanço pentecostal e reação católica. Petrópolis:Vozes, 1996.

_____.Dicotomias religiosas – Ensaios de sociologia da reli-gião. Petrópolis: Vozes, 1997.

SERVUS MARIAE. Para entender a Igreja no Brasil – A cami-nhada que culminou no Vaticano II (1930-1968). Petrópolis:Vozes, 1994.

TUAN, Y. F. Topofilia: Um estudo da percepção, atitudes evalores de meio ambiente. Tradução: Lívia de Oliveira, SãoPaulo: Difel/Difusão Editorial S/A, 1980.

WEBER, M. The sociology of religion. Boston: Beacon Press,1993.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v7i0.3355

Direitos autorais

_____________________________________________

ISSN (IMPRESSO) 1516-4136 até 2008

ISSN (ELETRÔNICO) 2177-2738 a partir de 2009