Dificuldades ortográficas na escrita no ensino fundamental

Maria Cristina Rodrigues Azevedo Joly, Débora Pereira de Barros, Janete Aparecida da Silva Marini

Resumo


O presente estudo teve por objetivo identificar o desempenho em escrita de crianças que freqüentavam regularmente o ensino fundamental. Foi aplicada uma prova de escrita em 546 crianças, com faixa etária entre 7 e 13 anos, de ambos os sexos, que frequentavam 2ª e 3ª séries de escolas públicas e privadas do estado de São Paulo. Os resultados revelaram que os participantes da 3ª série apresentaram um desempenho melhor do que os da 2ª série, apesar de apresentarem pontuação máxima e mínima igual. A categoria na qual foi verificada maior dificuldade foi a das palavras com sílabas compostas, enquanto àquelas com encontros consonantais e dígrafos foram as que os estudantes mais acertaram. Ao lado disso, os estudantes da escola particular revelaram maior competência em escrita ortográfica do que os que frequentavam as escolas públicas. Quanto ao gênero, apenas não houve diferença significativa de desempenho entre meninas e meninos para os itens com sílaba composta e complexa, nos demais itens as meninas apresentaram os melhores resultados.

 

Palavras-chave: escrita; rendimento acadêmico; avaliação.

Palavras-chave


escrita; rendimento acadêmico; avaliação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v13i2.9799

Direitos autorais