Bem-estar subjetivo em praticantes e não praticantes de meditação

Débora Noemí Hernández, Gustavo Henrique Martins

Resumo


O Bem-Estar Subjetivo (BES) é composto por Afetos Positivos (AP), Negativos (AN) e Satisfação com a Vida (SV), que se referem aos componentes afetivos e cognitivos. As práticas meditativas, incorporadas às práticas integrativas aprovadas pelo SUS, são utilizadas para o relaxamento, incluindo alívio emocional e mental, e redução do estresse. Assim, este estudo procurou identificar relações entre os escores do BES e as práticas de meditação, frequência e anos de prática. Esta pesquisa foi composta por praticantes (n = 166) e não praticantes (n = 139), os quais responderam a Escala de Bem-Estar Subjetivo. Obteve-se como resultado três modelos preditivos, indicando que os praticantes de meditação obtiveram maiores índices em AP e SV, bem como menores índices em AN. Também observaram-se efeitos significativos e positivos da frequência e anos de prática sobre o BES. Em suma, os resultados obtidos podem indicar haver evidências de que as práticas de meditação possuem efeitos sobre o BES dos indivíduos.


Palavras-chave


psicologia positiva; saúde mental; saúde; felicidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v24i1.64925

Direitos autorais 2020 Débora Noemí Hernández, Gustavo Henrique Martins

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.