Adolescentes trabalhadores: estratégias de coping e concepções acerca de sua situação laboral

Adriane Xavier Arteche, Denise Ruschel Bandeira

Resumo


A presente pesquisa comparou adolescentes em dois distintos regimes de trabalho, avaliando a opinião dos mesmos e de seus familiares sobre o trabalho, bem como as estratégias de coping utilizadas pelos jovens para lidar com dificuldades no trabalho. A amostra foi composta de 116 jovens (58 trabalhadores em regime regular e 58 trabalhadores em regime educativo) entre 14 e 17 anos de idade. Os instrumentos utilizados foram um questionário demográfico e uma entrevista semi-estruturada de coping. Os resultados demonstraram que a maior parte dos adolescentes, de ambos os grupos, utiliza com principal estratégia de coping a modificação do estressor, assim como considera que trabalhar é bom pelo retorno financeiro. Entretanto, ainda que a maior parte das famílias dos jovens em regime de trabalho regular considere a experiência laboral também uma fonte de renda, a maioria dos familiares dos jovens em regime educativo consideram o trabalho uma forma de aprendizado.

 

Palavras-chave: coping; adolescentes; trabalho; projetos sociais; estudo quase-experimental.


Palavras-chave


coping; adolescentes; trabalho; projetos sociais; estudo quase-experimental

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v10i1.5780

Direitos autorais