Open Journal Systems

Habilidades Sociais e Violência Contra a Mulher por Parceiro Íntimo: Um estudo teórico

Bruno Luiz Avelino Cardoso, Nazaré Costa

Resumo


A permanência da mulher em uma relação violenta está relacionada a uma série de prejuízos físicos e psicológicos. Muitos dados sobre a ocorrência desse fenômeno ainda se encontram ocultos, o que dificulta a compreensão das dimensões dos danos que são causados aos envolvidos na situação. Os possíveis déficits em habilidades sociais (HS) da mulher em denunciar os comportamentos abusivos ou mesmo findar relacionamentos que persistem com agressões, podem dificultar o mapeamento desse tipo de relação. Este estudo tem por objetivo propor uma interface teórica entre a bibliografia sobre violência contra a mulher por parceiro íntimo e HS. Considera-se que o uso de HS se contrapõe aos comportamentos agressivos na relação, facilitam o uso de estratégias de resolução de conflitos, auxiliam no manejo da raiva e favorecem relacionamentos satisfatórios e competentes socialmente. Contudo, a permanência da mulher na relação violenta indica desequilíbrio nas dimensões da competência social. Assim, o treinamento em HS constitui-se como ferramenta para promoção e prevenção da saúde das mulheres e as habilidades podem ser aprendidas para auxiliar a mulher na tomada de decisões quanto ao relacionamento.


Palavras-chave


violência contra mulher; violência por parceiro íntimo; habilidades sociais conjugais; habilidades sociais; relacionamento conjugal.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v23i1.53789