Revisão sistemática de estudos qualitativos brasileiros com pessoas diagnosticadas como deficientes intelectuais.

Fabiola Ribeiro de Souza, Silviane Barbato

Resumo


Foram revisadas metodologias qualitativas em pesquisas brasileiras com indivíduos Deficientes
Intelectuais (DI) publicadas nos últimos 16 anos, a fim de propor avanços metodológicos
sobre produção de si em narrativas, a partir de críticas de pesquisadores culturais. As buscas
foram feitas no Portal de Periódicos da CAPES, Google acadêmico e contato com pesquisadores,
resultando em 20 estudos. Os resultados indicaram metodologias inovadoras e informam
sobre condições de socialização inclusiva, na contemporaneidade brasileira. Para avançar no
estudo de metodologias, sugerimos pesquisas em Teoria Fundamentada, a participação de
pessoas com DI na análise e estudos sobre emoções.

 


Palavras-chave


Revisão literatura, metodologia, deficiência intelectual, psicologia, cultura

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v21i1.48268

Direitos autorais 2017 Interação em Psicologia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.