Selecionismo, Metáforas e Práticas Culturais: Haveria um Terceiro Tipo de Seleção no Nível Cultural?

Diego Zilio

Resumo


Este ensaio é uma reflexão acerca da ideia segundo a qual haveria um tipo de seleção dedicado às práticas
culturais. Argumentarei que tal proposição foi subsidiada pela extensão metafórica do processo de
seleção natural à dimensão cultural. Elencarei inconsistências na obra skinneriana resultantes dessa
estratégia e também possíveis problemas associados ao desenvolvimento de modelos explicativos a partir
de metáforas e analogias. Diante desse contexto, avaliarei a possibilidade de análise do processo de
seleção de práticas culturais sem pressupor a existência de um terceiro tipo de seleção, e sem lançar mão
de metáforas e analogias, a partir de proposta na qual a contingência permanece como unidade de análise
central. Consequências possíveis da adoção dessa alternativa serão exploradas.


Palavras-chave


Seleção pelas consequências; cultura; contingência; B. F. Skinner; metáforas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v20i3.47398

Direitos autorais 2017 Interação em Psicologia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.