Ensino-aprendizagem: uma interação entre dois processos comportamentais

Olga Mitsue Kubo, Sílvio Paulo Botomé

Resumo


 

O processo ensino-aprendizagem é um nome para um complexo sistema de interações comportamentais entre professores e alunos. Mais do que “ensino” e “aprendizagem”, como se fossem processos independentes da ação humana, há os processos comportamentais que recebem o nome de “ensinar” e de “aprender”. Processos constituídos por comportamentos complexos e difíceis de perceber. Principalmente por serem constituídos por múltiplos componentes em interação. Os próprios comportamentos são passíveis de percepção e de definição científica a partir da identificação dos seus componentes e das interações que estabelecem entre si, os quais constituem os fenômenos que recebem os nomes de “ensinar” e de “aprender”. A interdependência dos dois conceitos é fundamental para entender o que acontece sob esses nomes. Sua percepção e entendimento constitui algo crucial para o desenvolvimento de qualquer trabalho de aprendizagem, de educação ou de ensino. Como identificar esses  componentes? Como caracterizar as relações entre eles? Como ver o processo “ensino-aprendizagem”? Neste texto é apresentado um exame desse processo, à luz dos conceitos oriundos da Análise do Comportamento, localizando suas possíveis contribuições para o desenvolvimento da Educação em relação a experiências de grande valor que nasceram e se desenvolveram no País, quase sem conhecimento da maioria dos que constituem e de muitos que trabalham em Educação.

Palavras-chave: Ensino programado. Ensino-aprendizagem. Análise do comportamento “ensinar”. Análise do comportamento “aprender”. Ensino personalizado.

 


Palavras-chave


Ensino programado; Ensino-aprendizagem; Análise do comportamento “"ensinar”"; Análise do comportamento “"aprender”"; Ensino personalizado

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v5i1.3321

Direitos autorais