Comportamento de vestibulandos em relação à organização, gerenciamento e alocação do estudo em períodos de tempo

João Fernando Rech Wachelke, Silvio Paulo Botomé

Resumo


O sucesso em um processo de aprendizagem, especialmente se for escolar, exige um bom padrão de estudos, inclusive no que se refere à organização do estudo individual no tempo disponível. A caracterização dos comportamentos de gerenciar o estudo no tempo e a diferenciação das estratégias, relativas a ele, empregadas por estudantes são condições que precisam ser conhecidas para identificar sua relevância como um determinante do sucesso ou do fracasso em processos de aprendizagem. O tempo disponível, cada vez mais escasso, parece ser um importante aspecto ambiental a ser conhecido e controlado pelos que precisam estudar para preparar-se para atender a exigências de desempenho. Participaram do estudo 136 sujeitos no total, 49 deles recém-aprovados em um concorrido vestibular de medicina de uma universidade federal e 52 reprovados nesse concurso; além deles, também participaram 22 aprovados em um curso com vestibular de exigência mediana e 13 reprovados. Foi solicitado que os sujeitos respondessem um questionário sobre como organizavam seu estudo para o vestibular no ano de preparação para o exame. Foi verificado que os aprovados no curso de alta exigência estudam mais e com maior regularidade que os aprovados no curso de exigência intermediária. Contudo, aprovados e reprovados em uma mesma prova de capacitação apresentam padrões de estudo similares. As interpretações dos dados possibilitam avaliar a importância alta de administrar o tempo disponível como uma das condições para o sucesso do comportamento de estudar, embora existam outras variáveis com importância também muito alta para a ocorrência do comportamento de estudar e que precisam ser gerenciadas ou colocadas sob controle de quem precisa apresentar o comportamento de estudar com alta eficácia.

Palavras-chave: organização do estudo; comportamento de estudar; hábitos de estudo.

 


Palavras-chave


organização do estudo; comportamento de estudar; hábitos de estudo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v8i2.3263

Direitos autorais