Open Journal Systems

Crianças com problemas de comportamento exteriorizado e a dinâmica familiar

Maria Auxiliadora Dessen, Adriane Corrêa Szelbracikowski

Resumo


A literatura sobre crianças com problemas de comportamento exteriorizado tem enfatizado a necessidade de focalizar o desenvolvimento cognitivo, o estresse parental e os padrões de relação familiar para melhor compreender o seu ajustamento e desenvolvimento. Este estudo visa descrever os tipos de famílias de crianças com comportamentos exteriorizados, destacando o perfil cognitivo das crianças, o estresse parental e a qualidade das relações familiares. Foram selecionadas 14 crianças pré-escolares morando com ambos os pais biológicos, ou com a mãe e o padrasto ou com apenas um genitor. Foram aplicados testes de avaliação cognitiva às crianças e, aos genitores, uma escala de estresse parental, questionário e entrevista semi-estruturada. Os dados mostram que o perfil cognitivo das crianças é caracterizado por um raciocínio geral abaixo da sua idade cronológica e que a dinâmica do relacionamento familiar difere em função do tipo de família e entre pais e mães, sendo os padrastos mais estressados que os genitores biológicos. Os resultados sugerem que há necessidade de investigar melhor a origem e a evolução dos comportamentos exteriorizados na perspectiva do curso de vida, considerando os tipos de famílias.

Palavras-chave: relações familiares; problemas de comportamento exteriorizado; estresse parental.

 


Palavras-chave


relações familiares; problemas de comportamento exteriorizado; estresse parental

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v8i2.3253