Formação do Psicólogo, no Estado do Paraná, para Atuar Junto às Queixas Escolares

Marilda Gonçalves Dias Facci, Eliane da Costa Lima, Fabiola Batista Gomes Firbida, Marina Beatriz Shima Barroco, Zaira Fatima de Rezende Gonzales Leal, Patricia Vaz de Lessa

Resumo


O objetivo deste artigo é discorrer sobre a formação que os cursos de Psicologia do Estado do Paraná
oferecem para que os graduandos compreendam e avaliem alunos encaminhados com dificuldades
escolares, tomando-se como referência a Psicologia Histórico-Cultural. Foram entrevistados 14
supervisores de estágio na área escolar de sete instituições de Ensino Superior do Paraná. Como
resultados da pesquisa, constatamos que, na formação dos psicólogos, a compreensão das queixas
escolares é vinculada a questões sociais, saindo de uma visão que culpabiliza os indivíduos pelo
insucesso escolar. Entendemos que a formação deve levar os alunos a entenderem os determinantes
histórico-sociais que influenciam na apropriação do conhecimento e contribuírem para uma
intervenção que promova o desenvolvimento máximo dos indivíduos.

Palavras-chave


dificuldades escolares; formação do psicólogo; psicologia escolar; psicologia histórico-cultural

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v19i2.28398

Direitos autorais 2016 Interação em Psicologia