Formação de sequências: aspectos conceituais e metodológicos

Grauben José Alves de Assis, Marcelo Quintino Galvão Baptista, Ana Letícia Moraes Nunes

Resumo


A noção de controle de estímulos pode ser aplicada à análise de comportamentos novos, derivados de contingências que estabelecem a produção de sequências, nas quais a ordem tem uma importante função. O presente estudo teve como objetivo apontar algumas descrições comportamentais sobre o responder sequencial, sugeridas por alguns autores. Apresenta alguns aspectos conceituais referentes à relação entre topografia de controle de estímulos e aprendizagem relacional; tipos de sequências; e a definição de sequências baseada em propriedades matemáticas e outras possíveis fontes de controle. Os estudos relatados apresentaram em comum um treino por encadeamento ou sobreposição de estímulos que constituíam a linha de base para exposição aos testes de transitividade, conectividade e formação de classes ordinais. Conclui-se que no responder sequencial, a variável ordem se define a partir de dimensões ou características de estímulos com as quais tem relação, dentre as quais o tamanho da sequência e a temporalidade e remete à relação entre eventos antecedentes e consequentes.

 

Palavras-chave: produção de sequencias; encadeamento; humanos.


Palavras-chave


produção de sequencias; encadeamento; humanos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v13i2.11960

Direitos autorais