A IDEIA DE NAÇÃO E A HIPERMILITARIZAÇÃO: ASPECTOS SOCIOLÓGICOS E POLÍTICOS

Marcelo Bordin, Pedro Rodolfo Bodê de Moraes

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo discutir a ideia de hipermilitarização e seus aspectos sociais e políticos na questão da segurança pública, buscando interpretar se esse tema é um projeto em curso para a manutenção do status quo desse modelo de democracia inacabada. O exercício comparativo nessa perspectiva pretende evitar “lugares comuns” já largamente percorridos por teorias maximizantes, tidas como de longo alcance, a exemplo do referencial marxista que acaba por restringir as análises ao campo das relações macroeconômicas. Segundo a abordagem aqui adotada, as frequências indicam mais transições do que padrões fixos e estanques, a ver a estrutura social, mas também a inter-relação possibilitaria evidenciar detalhes particulares e variáveis com maior potencial analítico.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/nep.v3i3.54382

Apontamentos

  • Não há apontamentos.