A centralidade da família na composição do poder local em Paranaguá (1856-1889)

Alessandro Cavassin Alves

Resumo


Este trabalho apresenta quem foram os vereadores e juízes de paz eleitos na cidade de Paranaguá, litoral do Paraná, entre 1856 a 1889, num total de nove legislaturas, buscando situar, igualmente, os acontecimentos mais gerais sobre a história do Brasil. E, constata-se, através da genealogia de grande parte dos políticos eleitos e do método prosopográfico para o grupo que compôs a Câmara municipal, a centralidade da família de Manoel Antonio Guimarães, o Visconde de Nácar, no arranjo do poder local. A metodologia utilizada para obter estas informações foi a leitura de jornais da época, documentos oficiais, a “Genealogia paranaense” de Francisco Negrão e “O silêncio dos vencedores” de Ricardo Costa de Oliveira, além de obras sobre a história do Paraná. Discutir o conceito de família, tendo como referência empírica um passado recente, ainda é fundamental para se pensar a política no Brasil e sua República.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/nep.v3i1.52568

Apontamentos

  • Não há apontamentos.