A disputa e a sub-representação das mulheres nos espaços de poder: o caso da Assembleia Legislativa da Paraíba

Elizabeth Christina de Andrade Lima, Ana Paula Guedes do Nascimento, Carolina de Moura Cordeiro Pontes

Resumo


O advento da participação de mulheres na política suscita alguns pontos para reflexão. A trajetória enfrentada por mulheres a fim de conquistar o espaço público e deixar a condição de subordinada à esfera privada e do lar, as dificuldades e preconceitos ainda enfrentados para a instituição de posições dentro da prática política e a ineficácia da Lei de Cotas, são alguns dos aspectos que merecem ser discutidos quando se trata da disputa das mulheres por espaços de poder. Desse modo, este artigo centra suas análises na reconstrução do percurso histórico e cultural realizado pelas mulheres no que diz respeito a sua participação em espaços de liderança e de política, na estruturação do campo político e da Lei de Cotas e, sobretudo, na análise de uma possível relação entre a “condição de gênero” a partir da atuação parlamentar das três representantes femininas da Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba, eleitas na Campanha de 2014. A construção da análise aqui proposta se deu a partir de dados coletados no ciberespaço, especialmente redes sociais, como o Facebook e do acompanhamento das principais reportagens publicadas nos sites e blogs locais, referentes às atividades e ações públicas das referidas deputadas.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/nep.v2i2.46997

Apontamentos

  • Não há apontamentos.