Condomínio Fechado: Paraíso Cínico

Tony Hara, Gabriel Pochapski

Resumo


Para sobreviver do lado de fora dos muros, abandonados à própria sorte na luta
contra os efeitos do colapso ecológico que se avizinha, é preciso dizer adeus às
pairidaezas imperiais e aos enclaves fortificados. Desviar o olhar e reaprender a
contemplar um jardim como o de Epicuro: território da conversa, do tempo para o outro, da partilha da alegria e do prazer de viver como alívio para dores da angústia.


Palavras-chave


Condomínio; paraíso; muros

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/his.v69i2.80391

Licença Creative Commons Os textos da revista estão licenciados com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
 
História: Questões & Debates. ISSN: 0100-6932 e e-ISSN: 2447-8261.
Uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Paraná (PPGHIS-UFPR) - com apoio da da Associação Paranaense de História (APAH)

Universidade Federal do Paraná
Rua General Carneiro, 460, 7º andar
Curitiba – Paraná – Brasil - CEP: 80060-150