Memórias Coletivas, Traumas Individuais: as memórias dos desastres socioambientais no sul de Santa Catarina (1974-2004)

Alfredo Ricardo Silva Lopes

Resumo


O artigo tem por objetivo analisar as memórias coletivas dos mais significativos desastres socioambientais ocorridos no sul de Santa Catarina de 1974 a 2004. Nesse caminho, são utilizadas entrevistas de História Oral dos moradores das áreas de risco que vivenciaram estas situações extremas. A narrativa dos entrevistados evidencia a condição de sobrevivente e a constante negociação entre memória e esquecimento na produção da compreensão dos desastres, tidos como de origem natural.


Palavras-chave


Desastres Socioambientais; Memória; História Oral

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/his.v69i1.63948

Licença Creative Commons Os textos da revista estão licenciados com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
 
História: Questões & Debates. ISSN: 0100-6932 e e-ISSN: 2447-8261.
Uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Paraná (PPGHIS-UFPR) - com apoio da da Associação Paranaense de História (APAH)

Universidade Federal do Paraná
Rua General Carneiro, 460, 7º andar
Curitiba – Paraná – Brasil - CEP: 80060-150