Conhecer melhor o Ndakinna: a contribuição da arqueologia colaborativa no processo de afirmação territorial da Nação Abénakise

Geneviève Treyvaud, Suzie O’Bomsawin, Marie-Ève Samson

Resumo


O povo Abénaki, “aqueles do pais do sol nascente”, constitui a Primeira Nação algonquina localizada no Sul da província canadense do Quebec. Ndakinna é o território ancestral dos Abenakis. Eles consideram o território como um espaço incluindo a ocupação física, o uso dos recursos e a cultura. Os dados sobre a ocupação humana do Ndakinna permanecem, porém, pouco conhecidos.  Desde 1979, o Grande Conselho da Naçao Waban-Aki, habilitado pelo Conselho dos Abénakis de Odanak e o Conselho dos Abénakis de Wôlinak, tem como missão garantir o futuro da Nação Abénaki. Para este fim, o Grande Conselho usa estudos especializados para garantir a defesa dos direitos, dos interesses e a preservação da cultura da Nação.


Palavras-chave


Abenaki; territory; archaeology; culture; development; management

Texto completo:

PDF (Français (Canada))


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/his.v66i1.57405

Licença Creative Commons Os textos da revista estão licenciados com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
 
História: Questões & Debates. ISSN: 0100-6932 e e-ISSN: 2447-8261.
Uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Paraná (PPGHIS-UFPR) - com apoio da da Associação Paranaense de História (APAH)

Universidade Federal do Paraná
Rua General Carneiro, 460, 7º andar
Curitiba – Paraná – Brasil - CEP: 80060-150