A41. Breve história de um armário de doações e suas implicações

Solange Ferraz de Lima

Resumo


A proposta do presente artigo é refletir sobre as práticas recorrentes e cotidianas que consubstanciam a cultura visual contemporânea a partir de objetos visuais doados ou adquiridos por um museu de história e sobre  as  práticas  museológicas  que  proporcionam  novo  patamar  de observação  e  fruição  desses  mesmos  objetos,  agora  tomados  como documentos. Duas questões emergem de imediato quando colocamos atenção nas práticas acumuladoras e colecionistas dentro ou fora de espaços institucionalizados: em que medida esses objetos visuais podem ser considerados de interesse para tratar da visualidade da sociedade contemporânea e quais os efeitos sociais provocados pelas políticas de coleta de acervos dos museus.

Palavras-chave


cultura visual; museus; curadoria

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/his.v61i2.39014

Licença Creative Commons Os textos da revista estão licenciados com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
 
História: Questões & Debates. ISSN: 0100-6932 e e-ISSN: 2447-8261.
Uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Paraná (PPGHIS-UFPR) - com apoio da da Associação Paranaense de História (APAH)

Universidade Federal do Paraná
Rua General Carneiro, 460, 7º andar
Curitiba – Paraná – Brasil - CEP: 80060-150