Cuidado, cura, saúde: saberes de mulheres

Coral Cuadrada

Resumo


Neste artigo proponho um percurso de duas etapas. A primeira mostra as atuações e características das herbalistas e curandeiras de Montsiá (séc. XX) comparando-as com as mulheres sábias que praticavam a medicina e a cura por meio de remédios caseiros na Idade Média e Moderna na Catalunha (sécs. XV-XVII). A segunda parte analisa o oficio das trementinas – mulheres que percorriam toda a Catalunha vendendo os unguentos medicinais que elas próprias preparavam (sécs.XIX-XX). Nos dois casos, se destaca a importância dos saberes femini- nos, a autoridade da mulher, o elemento mágico, a prática da relação, a importância da confiança e seus contrastes com o exercício da medicina masculina. Concluo destacando a recuperação dos saberes na atualidade em diferentes áreas de interesse.


Palavras-chave


urandeiras; medicina; mulheres sábias; remédios caseiros; trementineras; saberes femininos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/his.v60i1.38288

Licença Creative Commons Os textos da revista estão licenciados com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
 
História: Questões & Debates. ISSN: 0100-6932 e e-ISSN: 2447-8261.
Uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Paraná (PPGHIS-UFPR) - com apoio da da Associação Paranaense de História (APAH)

Universidade Federal do Paraná
Rua General Carneiro, 460, 7º andar
Curitiba – Paraná – Brasil - CEP: 80060-150