FUTEBOL: POR UMA HISTÓRIA POLÍTICA DA PAIXÃO NACIONAL

Luiz Carlos Ribeiro

Resumo


A partir de uma leitura cultural e política do futebol, o artigo objetiva debater duas questões. A primeira é examinar como se estabeleceu historicamente, no Brasil, o campo de estudo do futebol e como esse conhecimento reproduziu o conceito de futebol como uma “paixão nacional”. Para isso, o presente texto aborda o tema tanto sob o aspecto político e social quanto epistemológico. A segunda tem um caráter mais ensaístico e aborda algumas estratégias de como tratar histórica e politicamente a paixão brasileira pelo futebol. A partir do projeto de uma “História Social das Emoções Políticas”, sugerida por autores da História Política, a proposta é historiar os sistemas sensíveis e questionar de que modo essas manifestações afetivas participam na sustentação do sistema futebolístico.

Palavras-chave


futebol; História Política; paixão; historiografia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/his.v57i2.30570

Licença Creative Commons Os textos da revista estão licenciados com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional
 
História: Questões & Debates. ISSN: 0100-6932 e e-ISSN: 2447-8261.
Uma publicação do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Paraná (PPGHIS-UFPR) - com apoio da da Associação Paranaense de História (APAH)

Universidade Federal do Paraná
Rua General Carneiro, 460, 7º andar
Curitiba – Paraná – Brasil - CEP: 80060-150