Open Journal Systems

SITUAÇÃO DOS HOSPITAIS DE REFERÊNCIA PARA IMPLANTAÇÃO/FUNCIONAMENTO DO NÚCLEO DE SEGURANÇA DO PACIENTE

Juliana do Nascimento Serra, Ana Rita Barbieri, Maria de Fátima Meinberg Cheade

Resumo


Este estudo objetivou conhecer a situação dos hospitais de referência quanto ao uso de normas e protocolos sobre segurança do paciente diante da implantação da respectiva política nacional. Foi realizado um estudo descritivo de abordagem quantitativa nos seis hospitais de referência de Mato Grosso do Sul em 2014, com o uso de um roteiro desenvolvido a partir do arcabouço normativo da Política Nacional de Segurança do Paciente, resoluções da Vigilância Sanitária e recomendações da Organização Mundial de Saúde. Os achados evidenciam que mesmo com o Núcleo de Segurança do Paciente implantado, protocolos como de profilaxia cirúrgica, de checagem de verificação de cirurgias, notificações de eventos adversos são cumpridos. Há falta de estrutura em algumas instituições hospitalares que prejudicam o pleno desenvolvimento de protocolos como falta de profissionais, de equipamentos e materiais. Os resultados apontam que a existência de resoluções e normas não são suficientes para garantir a segurança do paciente.

Palavras-chave


Segurança do Paciente; Qualidade da Assistência à Saúde; Avaliação de Serviços de Saúde; Políticas Públicas de Saúde; Gestão da Segurança.

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


Vendramini RCR, Silva EA, Ferreira KASL, Possari JF, Baia WRM. Segurança do paciente em cirurgia oncológica: experiência do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo. Rev. Esc. Enferm. USP. 2010; 44(3):827-32.

Kohn LT, Corrigan JM, Donaldson MS. To err is human: building a safer health system. [Internet] 2000 [acesso em 16 mar 2015]. Disponível: http://www.csen.com/err.pdf

Ministério da Saúde (BR). Portaria nº 529 de 1 de abril de 2013. Institui o Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP). Diário Oficial da União, [Internet] 25 jun 2014; [acesso em 25 fev 2014]. Disponível:

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt0529_01_04_2013.html

Ministério da Saúde (BR). Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução da Diretoria Colegiada - RDC nº 36 de 25 de julho de 2013. Institui ações para a segurança do paciente em serviços de saúde e dá outras providências. Diário Oficial da União, [Internet] 25 jun 2014 [acesso em 25 fev 2014]. Disponível:

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2013/rdc0036_25_07_2013.html

Ministério da Saúde (BR). Portaria nº 1.377 de 9 de julho de 2013. Aprova os Protocolos de Segurança do Paciente. Diário Oficial da União, [Internet] 10 jul 2013 [acesso em 25 fev 2014]. Disponível:

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt1377_09_07_2013.html

Ministério da Saúde (BR). Portaria nº 2.095 de 24 de setembro de 2013. Aprova os Protocolos de Segurança do Paciente. Diário Oficial da União, [Internet] 29 set 2013 [acesso em 25 fev 2014]. Disponível:

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2013/prt2095_24_09_2013.html

Rossaneis MA, Gabriel CS, Haddad MCL, Melo MRAC, Bernardes A. Indicadores de qualidade da assistência: opinião de enfermeiros gerentes de hospitais de ensino. Cogitare Enferm. 2015 ; 20(4): 798-804.

Giles SJ, Lawton RJ, Din I, McEachan RR. Developing a patient measure of safety. BMJ Quality Safety. [Internet] 2013 [acesso em 19 ago 2014]. Disponível: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23447658.

Demo P. Avaliação qualitativa. 9ª ed. Campinas: Autores associados; 2008.

Departamento de informática do SUS [Internet]. Brasília [acesso em 03 jun 2015]. Disponível: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sih/cnv/qgms.def

Organização Mundial de Saúde. Parceria Africana para a Segurança do Paciente: a Análise da Situação sobre a Segurança do Paciente. 2012. [Internet] 08 set 2013 [acesso em 12 abr 2014].

Disponível:http://www.who.int/patientsafety/implementation/apps/resources/APPS_Improv_PS_Situational_Analysis_LF_2012_07_PT.pdf

Carvalho PA, Gottems LB, Pires MRGM, Oliveira MLC. Cultura de segurança no centro cirúrgico de um hospital público, na percepção dos profissionais de saúde. Rev. Latino-Am Enfermagem. 2015; 23(6): 1041-48.

Cauduro FLF, Sarquis LM, Sarquis LMM, Cruz EDA. Cultura de segurança entre profissionais de centro cirúrgico. Cogitare Enferm. 2015; 20(1):129-38.

van Leijen-Zeelenberg JE et al. Barries to implementation of a redesign of information transfer and feedback in acute care: results from a multiple case study. BMC Health Services Research. [Internet] 2014; 14(149) [acesso em 20 out 2014]. Disponível: http://www.biomedcentral.com/1472-6963/14/149

Miceli C. Supply chain, information systems play important role in patient safety. Biomedical Instrumentation Technology. 2014; 48( 3): 191-3.

Winterbottom AE, Jha V, Melville C, Corrado O, Symons J, Torgenson D et al. A randomised controlled trial of patient led training in medical education: protocol. BMC Medical Education. [Internet] 2010; 10:(90) [acesso em 21 nov 2014]. Disponível: http://bmcmededuc.biomedcentral.com/articles/10.1186/1472-6920-10-90

Teixeira RR. Humanização: transformar as práticas de saúde, radicalizando os princípios do SUS. Interface. 2009; 13(supl 1): 785-9.

Oliveira RM et al. Estratégias para promover segurança do paciente: da identificação dos riscos às práticas baseadas em evidências. Esc. Anna Nery. 2014; 18(1): 122-9.

Flink M et al. The key actor: a qualitative study of patient participation in the handover process in Europe. BMJ QualSaf. [Internet] 2012; 21: i89–i96 [ acesso em 14 mai 2014]. Disponível: http://qualitysafety.bmj.com/content/21/Suppl_1/i89.full.pdf+html?sid=82ad5599-9235-4d10-9e7a-7ce46af12f10

Weingart SN, Zhu J, Chiappetta L, Stuver SO, Schneider EC, Epstein AM et al. Hospitalized patients’ participation and its impact on quality of care and patient safety. Int. Journal Quality in Health Care. 2011; 23(3):269-77.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v21i5.45925