Antropólogos, missionários e imagens do continente africano - entrevista com Eric Morier-Genoud

Eric Morier-Genoud, Victor Miguel Castillo de Macedo, Francieli Lisboa de Almeida

Resumo


Eric Morier-Genoud é Senior Lecturer na Queen’s Belfast University, Reino Unido. Fundador e ex-editor-chefe da revista Social Sciences & Missions ele publicou no ano passado a  monografia Catholicism and the Making of Politics in Central Mozambique, 1940-1986 . Nesta entrevista, o professor Morier-Genoud, nos conta a respeito da sua trajetória acadêmica e dos itinerários que o levaram a se interessar por atividades missionárias no continente africano. Os objetos e contatos de pesquisa, permitiram a ele transitar entre a História e as Ciências Sociais ao longo de sua carreira. Suas indagações inovadoras oferecem pontos instigantes a respeito das relações entre colonialismo, ciência e religião. Assim, convidamos as leitoras e leitores a seguir as histórias de imagens de missionários africanos ou os dilemas deixados pela guerra civil em Moçambique, como modos de pensar histórias da antropologia.


Palavras-chave


Antropologia da África; Antropologia das Missões; História da Antropologia; Moçambique

Texto completo:

PDF

Referências


BECKFORD, James A. 2003. Social Theory and Religion, Cambridge University Press.

GRANJO, Paulo. 2005. Lobolo em Maputo. Um velho idioma para novas vivências conjugais. Lisboa: Campo das Letras.

HARRIES, Patrick. 2007. Butterflies & Barbarians. Swiss Missionaries and Systems of Knowledge in South-East Africa, Athens: Ohio University Press.

HASSANE Armando. 2018. Tempos de Fúria: Memórias do Massacre de Homoíne, 18 de julho de 1987, Lisboa: Edições Colibri (Colecção: Tempos e Espaços Africanos).

M’BOKOLO, Elikia. 2011. “Os caminhos da emancipação”. In: África Negra, História e Civilizações, Tomo II, Salvador: EdUFBA.

MORIER-GENOUD, Eric. 2002. “L’Islam au Mozambique après l’indépendance. Histoire d’une montée en puissance”. L’Afrique Politique 1:123-146.

MORIER-GENOUD, Eric. 2011.“Missions and Institutions: Henri-Philippe Junod, Anthropology, Human Rights and Academia between Africa and Switzerland, 1921–1966”. Schweizerische Zeitschrift für Religions- und Kulturgeschichte (Fribourg) 105:193-219.

MORIER-GENOUD, Eric. 2015. “The Making of a Transnational Historian: Patrick Harries in Lausanne”. Pp.11-13 in Explorations in African History: Reading Patrick Harries, ed. Veit Arlt et al. Basel: BAB.

MORIER-GENOUD, Eric. 2017. “Proto-guerre et négociations. Le Mozambique en crise, 2013-16”. Politique Africaine 145:153-175.https://doi.org/10.3917/polaf.145.0153

MORIER-GENOUD, Eric; ROSÁRIO, Domingos; CAHEN, Michel. 2018. The War Whitin: New Perspectives on the Civil War on Mozambique, 1976-1992. Woodbridge: James Currey.

PETERSON, Derek R. 2012. Ethnic Patriotism and the East African Revival: A History of Dissent. Cambridge University Press.

TAIBO, Ruben. 2012. Lobolo(s) no Moçambique contemporâneo: mudança social, espíritos e experiências de união conjugal na cidade de Maputo. Dissertação de Mestrado, Curitiba, Universidade Federal do Paraná.

ZIMMERMAN, Andrew. 2001. Anthropology and Antihumanism in Imperial Germany. Chicago: University of Chicago Press.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cra.v21i1.70738

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Direitos Autorais para artigos publicados nesta revista são do autor, com direitos de primeira publicação para a revista

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM