Movimentos e parentesco: sobre as especificidades dos deslocamentos

Igor Renó Machado

Resumo


O artigo procura entender algumas dinâmicas da movimentação de pessoas entre diferentes espaços e temporalidades. São quatro exemplos que procuram demonstrar diferentes dimensões da movimentação como qualificadora de sociabilidades distintas. Analisa-se a transição de uma família do campo para a cidade; um bairro rural no interior de Minas Gerais (Brasil); a imigração internacional de brasileiros no Porto, Portugal e a migração de valadarenses para outros países do ponto de vista das famílias que ficam. Demonstra-se como o movimento tem implicações completamente distintas e discutem-se as várias relações entre a movimentação e a constituição de experiências migrantes

Palavras-chave


Parentesco; deslocamentos; família

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/campos.v15i2.46040

Direitos autorais 2017 CAMPOS - Revista de Antropologia Social