Desarrollo rural para horticultores bonaerenses. El caso del programa “Cambio Rural INTA” en el partido del Pilar (provincia de Buenos Aires, Argentina)

María Carolina Feito

Resumo


O presente trabalho analisa a constituição de intervenções na produção hortícola bonaerense. Tentamos identificar enfoques de desenvolvimento rural e a forma como estes influem nas mudanças de produção, no caso do programa Câmbio Rural do INTA no partido de El Pilar, cujos produtores demandam ações institucionais diferentes das implementadas em outras regiões do país, em função de suas particularidades históricas e das especificidades de suas estratégias produtivas. Analisamos, igualmente, as possibilidades de sustentabilidade dessa intervenção, em função do modelo de gestão implementado. Usamos uma metodologia qualitativa através da realização de trabalho de campo etnográfico. Considerando os horticultores como sujeitos centrais da intervenção, sua trajetória e a cobertura das ações em termos da quantidade de população atingida são uma fonte de legitimação dos discursos e das visões dos órgãos estatais envolvidos. A participação dos produtores fortalece a tomada de decisões “de baixo” num modelo de desenvolvimento focado na inclusão dos produtores, acrescentando-se assistência técnica e contenção social.


Palavras-chave


Antropologia rural; políticas governamentais de desenvolvimento; horticultura; Buenos Aires.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cam.v11i2.26091

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais