Bartomeu Melià - Jesuíta, Lingüista e Antropólogo: Os Guarani como Compromisso de Vida

Maria Isabel Malinowski, Selma Baptista

Resumo



Bartomeu Melià nasceu em Porreres, Mallorca, Espanha, em 1932. Sacerdote jesuíta, a
partir de sua tese de doutoramento em teologia, intitulada La Création d´um Langage
Chrétien dans les Reductions des Guarani au Paraguay, de 1969, começou a estudar os
Guarani. Já havia estado no Paraguai desde 1954, quando iniciou o estudo da língua guarani
e cultura paraguaia, que lhe foi muito útil depois para sua pesquisa de doutorado. Voltou a
este país como colaborador de Leon Cadogan, como professor de Cultura Guarani na
Universidade Católica de Asunción (Paraguay), como diretor do CEADUC Centro de
Estúdios Antropológicos e como editor das Revistas Acción, Suplemento Antropológico
e Estudios Paraguayos. Esteve exilado no Brasil, por motivos políticos, e nesta ocasião
esteve com os Enawené Nawé, do Rio Juruena, em Mato Grosso, e continuou estudos
sobre os Guarani, sobretudo nas áreas de etno-história, lingüística e antropologia aplicada.
A entrevista aconteceu no dia 22 de maio de 2003, nas dependências do ISEHF (Instituto
Superior de Estudios Humanísticos y Filosóficos), Instituição de Ensino Superior da
Companhia de Jesus no Paraguai, com sede em Assunção.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cam.v5i1.1641

Direitos autorais