Decifrando a Mãe do Jarro: uma construção do encontro etnográfico

Andréa Borghi Moreira Jacinto

Resumo



O artigo tem como ponto de partida um acontecimento singular: um encontro inusitado, em 1996, durante uma
pesquisa de campo na vila da Serra das Araras, noroeste de Minas Gerais, margem esquerda do Rio São Francisco.
Recorrendo à inspiração teórica de reflexões sobre análise de rituais e eventos, buscou-se, num primeiro momento,
efetuar uma análise interna do acontecimento, desdobrando-se ações que o compõem, considerando-se seus
participantes, cenários, interações e comunicações. A partir de questões formuladas pelo encontro (e também
pela intriga da narrativa construída), um segundo momento do texto tentará respondê-las pela contraposição a
outro encontro de caráter semelhante, e de obras literárias de cunho histórico-memorialista, escritas por autores
da região.

Deciphering Mãe do Jarro: a construction of the Ethnographic Encounter

Abstract


The article takes as its starting point an unexpected occurrence: an odd encounter during field research in 1996, in
the village of Serra das Araras, in the Northeast of the state of Minas Gerais. Inspired by the theoretical study of
rituals, the text aims at first to analyze the inner frame of the encounter, separating several actions that compound
it, considering its participants, its scenarios, interactions and communications. The questions formulated by the
encounter (and also by its narrative), will subsequently be tackled through analysis of another encounter which
has occurred during the same research, in similar conditions, and through historical and memorial literature,
written by local, regional authors.


Palavras-chave


encontro etnográfico; linguagem; literatura local; ethnographic encounter; language; local literature

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cam.v4i0.1603

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais