O Saber é Estranho e Amargo - Sociologia e mitologia do conhecimento entre os Yaminawa

Oscar Calavia Sáez, Miguel Carid Naveira, Laura Pérez Gil

Resumo



O artigo, baseado em pesquisa de campo entre vários grupos indígenas de língua Pano Yaminawa e Yawanawaocupa-
se das idéias locais a respeito do conhecimento, do seu valor, da sua distribuição e transmissão, a partir,
sobretudo, do comentário de alguns mitos. Para além de um saber cotidiano e não marcado que é transmitido
informalmente pelos mesmos canais que criam o dia a dia da aldeia (especialmente a troca de alimentos) existe
um outro saber marcado cuja máxima expressão é o xamanismo, baseado na ingestão de substâncias amargasque
pelo contrário é objeto de apropriação e riqueza não necessariamente compartilhada, e que só é obtido por
meios difíceis e negociados. A diferença entre esses dois tipos de saber esclarece algumas características da
estrutura destas sociedades, e também levanta questões importantes a respeito da gestão dos saberes tradicionais
no âmbito global.

Knowledge is strange and bitter. Sociology and mythology of Yaminawa knowledge

Abstract


This article, based on fieldwork among various indigenous groups speakers of Panoan language Yaminawa and
Yawanawa focuses on local ideas regarding knowledge, its value, distribution and transmission, its perspective
standing mainly from the commentary of some myths. Beyond an everyday knowledge which is unmarked and
informally transmitted by the same channels that make up the villages daily life (specially the exchange of food),
there is another form of knowledge that is marked whose most important expression is shamanism, based on the
ingestion of bitter substances and which is, on the contrary, the object of appropriation and wealth which is not
necessarily shared, and which is only obtained through difficult and negotiated means. The difference between
these two types of knowledge explains some characteristics of the structure of these societies and also raises
important questions related concerning the management of traditional knowledges at the local level.


Palavras-chave


Yaminawa; Yawanawa; mitos; xamanismo; saberes tradicionais; myths; shamanism; traditional knowledges

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/cam.v4i0.1596

Direitos autorais