Open Journal Systems

Critérios de qualidade dos periódicos eletrônicos da região ibero-americana na área de tecnologias educativas, indexados na base de dados Latindex

Claudia Maria Pecegueiro, Iraceles Luzo

Resumo


Introdução: Estuda os aspectos teóricos relacionados ao periódico científico, instrumento de divulgação dos resultados de pesquisas concluídas ou em andamento, no que se refere aos critérios internacionais de avaliação que imprimem qualidade à publicação. Objetivo: A pesquisa responde ao questionamento: de que forma os periódicos dos países ibero-americanos sobre tecnologias educativas obedecem aos critérios de qualidade estabelecidos no catálogo 2.0 pela Latindex? Objetiva analisar, a partir dos critérios estabelecidos no catálogo 2.0 da Latindex, os periódicos na área de ciências sociais, com o subtema tecnologias educativas e de acesso livre. Metodologia: Utiliza como campo de pesquisa o Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal – Latindex. O Latindex têm dentre seus objetivos proporcionar aos periódicos ibero-americanos maior visibilidade e cobertura internacional em termos de informação, documentação e publicação científica. A coleta de dados foi realizada diretamente na base Latindex por meio da busca avançada, que permite a consulta da área, do país e do suporte (impresso ou eletrônico) em que o periódico se encontra. Conclusão: Conclui que a maioria dos periódicos não preenche os 38 critérios estabelecidos pela base, que o periódico peruano Hamut’ay foi o único a pontuar em todos os critérios estabelecidos e os periódicos que menos pontuaram foram o espanhol AP: Online Journal in Public Archeology, e o mexicano Travaux et Recherches Dans les Amériques du Centre – Trace.


Palavras-chave


Avaliação de Periódico; Periódico científico; Latindex

Texto completo:

PDF

Referências


Barbalho, C. R. S. (2005, setembro). Periódicos científicos em formato eletrônico: elementos para sua avaliação. Anais do Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 28. Recuperado de http://www.portcom.intercom.org.br/pdfs/144299010318091916156725937486754826190.pdf.

Brito, R. F., Shintaku, M., Soares, S. B. C., & Weber, C. (2016). Guia do usuário do digital object identifier. Brasília: IBICT. Recuperado de https://www.abecbrasil.org.br/arquivos/Guia_usuario_DOI-online3.pdf.

Castro, R, C. F. (2003, setembro). Como uma revista científica pode ser indexada em bases de dados e fontes de indexação? Curso de Editoração Científica da ABEC, São Paulo, 11.

Corrêa, T. P. P. & Miranda, A. C. D. (2016). Critérios de qualidade em revistas cientificas de acesso aberto em educação da região Sul do Brasil. Revista Brasileira de Educação em Ciência da Informação, 3(2), 51-66. Recuperado de https://portal.abecin.org.br/rebecin/article/view/48/pdf

Consalter, Z. M., & Chaves, B. R. G. (2011). Creative Commons: a importância de flexibilizar as regras sobre os direitos autorais para que estes possam perdurar. Revista do Curso de Direito da FGS, 5(10), 165-180.

Ferreira, M. C. G., & Krzyzanowski, R. F. (2003). Periódicos Científicos: critérios de qualidade. Pesqui Odontol Bras., 17(1), 43-48.

Ferreira, S. M. S. P. (2005). Critérios de qualidade para as revistas científicas em comunicação. In S. M. S. P. Ferreira & M. das G. Targino (Orgs.), Preparação de revistas científicas: teoria e prática, (pp. 269-293). São Paulo: Reichmann & Autores.

Fukahori, M. A. V. (2017). As práticas de publicação científica das áreas de ciências humanas e sociais aplicadas: investigação das preferências dos bolsistas de produtividade em pesquisa PQ1 e PQ-sr do CNPq. (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, PE, Brasil.

Gruszynski, A. C., & Sanseverino, A. M. (2005). O periódico científico na área de humanidades: critérios de avaliação. Anais do Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 28. Recuperado de http://www.portcom.intercom.org.br/pdfs/47533372324880452232867111468010739789.pdf

Krzyzanowski, R. F., & Ferreira, M. C. G. (1998). Avaliação de periódicos científicos e técnicos brasileiros. Ciência da Informação, 27(2), 165-175. Recuperado de https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-19651998000200009&script=sci_abstract&tlng=pt.

Latindex (2019). Recuperado de https://latindex.org/latindex/inicio.

Meadows, A. J. (1999). A comunicação científica. Brasília: Brinquet de Lemos.

Mueller, S. P. M. (2012). Literatura científica, comunicação científica e ciência da informação. In L. M. B. B Toutain, Para entender a Ciência da Informação. Salvador: UFBA.

Passos, P. C. S. J., Passos, J. E., Caregnato, S. E., & Silva, T. L. K. (2018). Critérios de qualidade em periódicos científicos. Informação & Sociedade: Estudos, 28(2), 209-226.

Paz Enrique, L. E. (2018). Actividad editorial y socialización de la ciência. Santa Clara: Editorial Feijó.

Pessanha, C. (1998). Critérios editoriais de avaliação científica: notas para discussão. Ciência da informação, 27(2), 226-229.

Stumpf, I. R. C. (1996). Passado e futuro das revistas científicas. Ciência da Informação, 25(3), 1-6, Recuperado de http://revista.ibict.br/ciinf/article/view/637.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/atoz.v9i1.70893

Apontamentos

  • Não há apontamentos.