Open Journal Systems

ESTIMATIVAS DE PARÂMETROS RELACIONADOS AO MELHORAMENTO GENÉTICO DA ERVA-MATE: POSSIBILIDADE DE SELEÇÃO PRECOCE

José Sebastião Cunha FERNANDES, Silvio USHIWATA, Rebeca de Mattos DAMINELLI, Juarez GABARDO, Massato KOBIYAMA, Agenor MACCARI JUNIOR, Celso PREVEDELLO, Rosângela Maria Simeão RESENDE, Marcos Deon Vilela RESENDE, José Alfredo STURION

Resumo


No final de julho de 1997 foi montado, na Estação Experimental do Canguiri/UFPR, um experimento com erva-mate, latice 8x8 (64 progênies de meios irmãos originadas de cinco procedências), com nove repetições balanceadas e seis plantas por parcela, perfazendo um total de 3456 plantas, num espaçamento de 1,6 m entre plantas e 2,5 m entre fileiras. Por se tratar de uma espécie perene, os objetivos deste experimento são enfocados em um longo prazo, durante o qual pretende-se promover o melhoramento genético desta espécie, bem como desenvolver outros estudos de importância para a sua exploração. Os caracteres analisados foram taxa de mortalidade aos quatro e 12 meses da data de plantio e altura de planta aos 12. Os resultados permitiram concluir que a distribuição de mortalidade aos quatro meses não foi influenciada por progênies ou procedências. Aos 12 meses, entretanto, houve evidências de maior suscetibilidade à mortalidade de certas progênies e, principalmente, procedências. Efeitos significativos, para o caráter altura de planta, foram observados para procedências e progênies dentro destas. Estimativas da herdabilidade no sentido restrito e no nível de indivíduos variaram entre as procedências. As progênies de Barão de Cotegipe, além de apresentarem a menor taxa de mortalidade, mostraram também a maior média e a maior variância genética aditiva para o caráter altura de planta.


Palavras-chave


erva-mate; mortalidade; teste de progênies; melhoramento genético; erva-mate; stand; progeny test; genetic improvement

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rsa.v1i1.967