Open Journal Systems

RESÍDUOS DE SERRARIAS NA PRODUÇÃO DE PAINÉIS DE MADEIRA AGLOMERADA DE EUCALIPTO

Setsuo IWAKIRI, Alexandro Bayestorf da CUNHA, Carlos Eduardo Camargo ALBUQUERQUE, Elianice GORNIAK, Lourival Marin MENDES

Resumo


Esta pesquisa foi desenvolvida com o objetivo de avaliar a viabilidade de utilização da madeira de Eucalyptus maculata, E. grandis e E. tereticornis, na forma de resíduos de processamento em serrarias, para produção de painéis de madeira aglomerada. Foram produzidos 24 painéis, para um total de oito tratamentos definidos em função de três espécies e mistura proporcional destas e dois níveis de resina (8 e 12%). Os painéis foram produzidos com densidade nominal de 0,75.cm-3 e de acordo com o seguinte ciclo de prensagem: temperatura de prensagem = 140° C, tempo de prensagem = 8 min e pressão específica = 40 kg.cm-2. As seguintes propriedades físico-mecânicas dos painéis foram analisadas: absorção de água (AA-2 e 24 h), inchamento em espessura (IE-2 e 24 h), ligação interna (LI), módulo de elasticidade (MOE) e módulo de ruptura (MOR) em flexão estática. Os resultados dos ensaios indicaram que os painéis produzidos com a madeira destas espécies de eucalipto apresentam propriedades físico-mecânicas satisfatórias, em comparação com algumas espécies referenciais como Pinus elliottii, Mimosa scabrella e Eucalyptus dunnii mencionadas na literatura. Os painéis produzidos com 12% de resina apresentaram melhores resultados que os painéis com 8%. Com base nas propriedades mecânicas o Eucalyptus maculata e o Eucalyptus grandis foram as espécies que apresentaram melhor comportamento para produção de painéis de madeira aglomerada.


Palavras-chave


painéis de madeira aglomerada; eucalipto; resíduos de serraria; particleboard; eucaliptus; wood waste

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rsa.v1i1.963