Open Journal Systems

RESPOSTA DE CULTIVARES DE SOJA À COMPETIÇÃO COM CULTIVAR SIMULADORA DA INFESTAÇÃO DE PLANTAS CONCORRENTES

Nilson Gilberto FLECK, Fabiane Pinto LAMEGO, Carlos Eduardo SCHAEDLER, Fausto Borges FERREIRA

Resumo


As perdas de produtividade de uma cultura devido à competição variam de acordo com a(s) espécie(s) de planta(s) daninha(s) envolvida(s) e tendem a ser mais elevadas quanto mais semelhantes forem as espécies em competição, pois essas tenderão a usufruir dos recursos do meio a partir do mesmo nicho ecológico. O objetivo deste trabalho foi definir a resposta das cultivares de soja “IAS 5” e “Fepagro RS-10”, quando submetidas ao incremento de densidade da cultivar “Cobb”, simulando espécie daninha dicotiledônea. Para isso, foi conduzido um experimento em campo em Eldorado do Sul - RS. Os fatores e tratamentos utilizados foram: cultivares de soja (IAS 5 e Fepagro RS-10) e densidades da simuladora (Cobb), mais uma testemunha sem sua presença. As densidades de Cobb variaram de 5 a 36 plantas m-2. Os dados de perdas percentuais de produtividade das cultivares foram ajustados ao modelo de regressão não linear da hipérbole retangular. O modelo da hipérbole estimou em 6,8 e 5,9%, respectivamente, as perdas de produtividade sofridas por IAS 5 e Fepagro RS-10 quando a densidade da simuladora de plantas concorrentes se aproxima de zero. Constatou-se que a competição entre plantas de mesma espécie é elevada, uma vez que a presença de poucos indivíduos causa redução importante na produtividade de grãos. Cultivar de soja portadora de baixa estatura é afetada em maior grau pelo estresse competitivo imposto por plantas competidoras de estatura elevada.


Palavras-chave


interferência; densidade de plantas; Glycine max; regressão da hipérbole

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rsa.v8i3.9520