Open Journal Systems

CINZA DE BIOMASSA FLORESTAL: ALTERAÇÕES NOS ATRIBUTOS DE SOLOS ÁCIDOS DO PLANALTO CATARINENSE E EM PLANTAS DE EUCALIPTO

Franciani Rodrigues SILVA, Jackson Adriano ALBUQUERQUE, Luciano Colpo GATIBONI, Jacson Marcelo MARANGONI

Resumo


No processo industrial de obtenção da celulose são gerados resíduos sólidos e líquidos, os quais necessitam alternativas viáveis para seu reaproveitamento. Este trabalho objetivou avaliar o efeito da aplicação de resíduos produzidos pelas indústrias de celulose e papel em plantas de eucaliptos em dois solos do planalto catarinense. O experimento foi conduzido em Lages, SC, em casa de vegetação climatizada no Centro de Ciências Agroveterinárias da Universidade do Estado de Santa Catarina com um Cambissolo Húmico e um Nitossolo Háplico acondicionados em vasos de PVC com capacidade de 5 dm3. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado, com quatro repetições, contendo os seguintes tratamentos: Sem corretivo (Test); 3, 6, 12, 18 e 24 t ha-1 de cinza de biomassa florestal. Mudas de Eucalyptus viminalis com 60 dias de idade foram transplantadas nos vasos e cultivadas por 70 dias, quando foram avaliados os atributos químicos e físicos do solo, a massa seca produzida e a composição química da parte aérea das plantas de eucaliptos. As doses de cinza de biomassa florestal não alteraram os atributos físicos dos solos nem o pH, mas reduziu a saturação por Al, elevou os teores de K, P, Ca, Mg e a soma por bases dos solos. A cinza elevou do teor de K no tecido da parte aérea do eucalipto cultivado no Cambissolo e no Nitossolo, e do P no Nitossolo, mas os demais elementos e a produção de massa seca de eucalipto não foram alterados

Palavras-chave


Industrial residues; cellulose; Eucalyptus; seedling production; Resíduo industrial; celulose; eucalipto; produção de mudas

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rsa.v10i6.15530