Open Journal Systems

PLURIATIVIDADE NO CONTEXTO DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA-PR

José Roberto da Fonte

Resumo


A revolução verde acumulou dois desencantos: não previu que além de produzir, era necessário que esta riqueza fosse distribuída. O segundo foi de que a tecnologia de produção, nos países em desenvolvimento, não pôde ser bancada e a miséria ainda persiste. Tornou-se um consenso que o desenvolvimento agrícola não levou a um desenvolvimento rural e isto pode ser constatado pela concentração de terras, rendas e salários. Por outro lado, o meio rural está recebendo novas funções e ocupações e não pode ser mais visto apenas como um lugar onde se produz mercadorias agrícolas, minerais ou mão-de-obra barata. O meio rural pode oferecer além de alimentos de qualidade, lazer, saúde, turismo e postos de trabalho. Para definir este conjunto de atividades foi adotado o termo pluriatividade, que toma como unidades de análise a família e a geração de renda não agrícolas. Na Região Metropolitana de Curitiba estas outras atividades no meio rural estão se tornando parte na solução de um grande desafio: o abastecimento com produtos agrícolasn para uma população de cerca de 2,5 milhões de habitantes, a degradação dos recursos naturais causadas por esta exploração agrícola e a busca do desenvolvimento rural. O presente estudo mostrou ainda outros agravantes: na Região Metropolitana de Curitiba a brutal taxa de crescimento em alguns dos seus municípios está gerando conflitos pela ocupação do espaço, está ocorrendo a degradação dos recursos hídricos pelos agrotóxicos e fertilizantes, a erosão do solo, os resíduos orgânicos e ainda a disputa pelo uso da água. Apesar da manutenção da integridade dos seus mananciais, as atuais reservas de água deverão estar esgotadas em 25 anos. Pretendeu-se discutir neste trabalho, além do estudo dos aspectos acima citados, a formação profissional do engenheiro agrônomo de maneira integrada às novas realidades da Região Metropolitana de Curitiba.


Palavras-chave


Rural employment; environmental degradation; rural extension; plant production; agronomy.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rsa.v4i1.1071