Open Journal Systems

ADUBAÇÃO SUPERFICIAL COM FÓSFORO E POTÁSSIO PARA A SOJA EM DIFERENTES ÉPOCAS EM PRÉ-SEMEADURA NA INSTALAÇÃO DO SISTEMA DE PLANTIO DIRETO

Regina Maria Quintão LANA, Carlos Eduardo VILELA FILHO, Luiz Antônio ZANÃO JÚNIOR, Hamilton Seron PEREIRA, Ângela Maria Quintão LANA

Resumo


O experimento foi conduzido na fazenda Capim Branco da Universidade Federal de Uberlândia, no município de Uberlândia- MG, no período de junho de 1999 a abril de 2002. O objetivo desse trabalho foi avaliar a aplicação antecipada do fertilizante fosfatado e potássico, a lanço, em pré-semeadura, sob sistema de plantio direto, na cultura da soja, cv. MG/BR-46 Conquista, durante três anos agrícolas. O delineamento experimental foi o de blocos ao acaso com cinco tratamentos e cinco repetições. As adubações (100 kg. ha-1 de P2O5 e 100 kg .ha1 de K20) foram aplicadas a lanço, superficiais, antecipadas, realizadas todos os anos nos meses de julho, agosto, setembro, outubro e novembro (juntamente com a semeadura). As variáveis avaliadas foram: produtividade, teores de P e K foliar e do solo, altura da primeira vagem em relação ao solo e peso de cem sementes. A adubação com fósforo e potássio na instalação do sistema de plantio direto, a lanço, antecipada até cinco meses antes da semeadura, não influenciou o rendimento de grãos da soja, os teores de P e K nas folhas, o peso de cem sementes e a altura da primeira vagem em relação ao solo. Com os cultivos sucessivos, observou-se aumento significativo de todas as características avaliadas e acúmulo de P e K no solo.


Palavras-chave


Glycine max; multifosfato magnesiano; efeito residual; fertilizante; multiphosphat magnesian; residual effect; fertilizers.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rsa.v4i1.1066