AVALIAÇÃO DAS PRAÇAS DE FERNANDÓPOLIS, ESTADO DE SÃO PAULO, BRASIL

Maria Vitória Gabrielli Battilani Agustini, Luiz Sérgio Vanzela, Leonice Domingos dos Santos Cintra Lima, Gisele Herbst Vazquez

Resumo


A praça é um dos espaços públicos mais importantes da estrutura urbana. Além de área de lazer, oferece espaços para a socialização, exercício da cidadania, promoção do meio ambiente e aumento da qualidade de vida. O objetivo deste trabalho foi realizar uma avaliação das praças de Fernandópolis/SP, por meio da análise quanti-qualitativa dos elementos arquitetônicos, infraestrutura, mobiliário e paisagismo, com o intuito de compreender o desempenho desses espaços e acorrer em futuras adequações na esfera municipal para a potencialização dos serviços prestados à população. Foram realizados levantamentos documentais históricos, bibliográficos, fotográficos e visitas in loco, os quais possibilitaram a identificação e quantificação do material e estado de conservação dos equipamentos e da vegetação. Concluiu-se que a maioria das praças carece de infraestrutura e investimentos na conservação e manutenção dos seus elementos arquitetônicos e paisagísticos. A análise dos anos de 2012 e 2020 indica que não houve melhorias, o que é preocupante, visto que a população da cidade aumentou e envelheceu e as praças são importantes instrumentos para a saúde e o bem-estar. Quanto às árvores/palmeiras presentes, 89% são exóticas e com predomínio de 48,6% da espécie Licania tomentosa (Benth.) Fritsch (oiti), havendo a necessidade de uma maior diversificação.


Palavras-chave


Planejamento urbano; Espaços públicos; Paisagismo urbano; Lazer; Qualidade de vida

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v17i2.86456

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.