Open Journal Systems

DIAGNÓSTICO QUALI-QUANTITATIVO DA ARBORIZAÇÃO DAS PRINCIPAIS VIAS DO MUNICÍPIO DE CAPANEMA, PARÁ

Akim Afonso Garcia, Gabriela Costa Duarte Ribeiro, Lucas Lima Raiol, Danilo Mesquita Melo

Resumo


No meio urbano é comum o aparecimento de problemas na arborização decorrentes da falta de planejamento. A identificação dessas adversidades é uma importante ação para prevenir eventuais problemas, proporcionando soluções que viabilizem o harmonioso convívio da vegetação junto a dinâmica urbana. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi caracterizar a estrutura arbórea das principais vias do município de Capanema, Pará. No período de março a abril de 2019 foi analisada toda a vegetação arbórea-arbustiva distribuídas em calçadas e canteiros-centrais em 42 quarteirões das principais vias da cidade. Na pesquisa, foi investigado estas espécies em relação à distribuição, compatibilidade com a infraestrutura e qualidade arbóreo-arbustiva. De acordo com os resultados, a maioria dos indivíduos são mangueiras (Mangifera indica L.), representando 61,32%, e 10,29% de fícus (Ficus benjamina L.), ambas espécies exóticas ao ecossistema local. Foram identificados inúmeros conflitos das plantas com a infraestrutura urbana.  Embora a cidade de Capanema esteja localizada na Amazônia, com uma grande diversidade de espécies nativas com potencial para a arborização urbana, a escolha de árvores ainda é realizada conforme a tradição cultural. É necessário a mobilização da esfera municipal para o fomento de decretos relacionados ao planejamento da arborização e melhor planejamento urbano.


Palavras-chave


Planejamento urbano; Frequência arbórea; Estrutura arbórea; Diversidade arbórea; Mangueiras.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v15i2.71154

Apontamentos

  • Não há apontamentos.